Zé Cocá diz está repensando e cogita até sair da política; ”virou moda chamar o político de ladrão” - APUAREMA 24HORAS

Anuncio No Post

Zé Cocá diz está repensando e cogita até sair da política; ”virou moda chamar o político de ladrão”

Compartilhar

Prefeito de Lafaiete Coutinho de 2009 a 2016, com uma administração tão elogiada que ano passado tornou-se o deputado estadual mais votado em Jequié e cogitado para 2020 na Cidade Sol, Zé Cocá (PP) foi alvo da Operação Three Hill, da PF, sob suspeita de ter feito licitações num único posto entre 2010 e 2016 e ser dono do dito cujo, através de laranjas, mas segundo ele, simplesmente uma mentira. Em entrevista nesta quarta-feira (17), no programa Jequié Urgente, da Rádio 93 FM de Jequié o parlamentar disse nunca ter sido ele o proprietário do posto e negou as informações de que um servidor da Prefeitura fazia o controle do combustível e a conferência do recebimento do material. Afirmou que vai repensar sobre seguir ou não na política.
”Quem fazia o controle do nosso combustível era o diretor de esporte, que entregava na Prefeitura o processo”.  Cocá reagiu às informações que viralizaram nos veículos de imprensa da Bahia. ”Virou moda chamar o político de ladrão. Nós precisamos quebrar isso, de que todo político é ladrão e chamar a atenção dos órgãos de controle para isso. É fácil vender essa propaganda que a mídia faz. Eu estou repensando e me dar vontade de sair da política. Eu tenho meu nome a zelar. Quando fui candidato a deputado, minha esposa pedia para sair disso”, desabafou. Cocá também rechaçou a matéria publicada pelo site Correio da Bahia, relatando que ele teria triplicado patrimônio e disse que não foi procurado pelo site, conforme diz a reportagem.  ”Eu aprendi que a gente não pode correr dos problemas. Você fala em triplicar o patrimônio. Cinquenta por cento do que eu tenho é financiado. Meu apartamento em salvador, eu dei uma pequena entrada e financiei em quarenta anos. E diz lá, financiado, mas é mais fácil dizer que você triplicou o patrimônio. Não é justo que a mídia coloca isso. Avalie as coisas antes de dizer”, bradou.
Natural de Itiruçu, município vizinho a Lafaiete, Cocá diz que sempre foi agro-pecuarista, tirador de leite e que nunca deixou a labuta na zona rural, mesmo estando na vida pública.  Ainda sobre o posto, em seu discurso na Assembleia Legislativa, ele assegurou que um cidadão resolveu instalar um posto lá. ”Lafaiete nunca teve posto de gasolina. Dermival Lucena, o meu antecessor, ia comprar em Maracás. O posto mais próximo, na BR-116, a 20 km, nunca se interessou. E Jequié fica a 35 km. Um cidadão resolveu instalar o posto lá. Íamos comprar aonde? E aí todo mundo passa a lhe chamar de ladrão”. Na 93, Cocá também falou em união política ao citar o deputado Euclides Fernandes e o prefeito Sérgio da Gameleira, afirmando não ser adversário. ”Precisamos acabar com isso de que somos inimigos políticos, somos a cidade”.

Fonte: BlogMarcosFrahn

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Anuncio No Post

Anuncio Aqui!