Machado afirma que propinas bancaram eleição de Aécio à presidência da Câmara - APUAREMA 24HORAS

Anuncio No Post

Machado afirma que propinas bancaram eleição de Aécio à presidência da Câmara

Compartilhar

O ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado declarou, em delação premiada na Operação Lava Jato, que esteve envolvido na captação de recursos ilícitos para ajudar a eleição do hoje senador Aécio Neves (PSDB-MG) à presidência da Câmara dos Deputados, no ano de 2001. Segundo a Folha de São Paulo, Machado afirmou que os recursos seriam para viabilizar a eleição de cerca de 50 deputados, o que ajudaria na eleição do tucano ao comando da Casa. De acordo com o delator, essa verba, cerca de R$ 7 milhões, foi solicitada à campanha nacional de Fernando Henrique Cardoso, que se reelegeu presidente em 1998. Na época, Sérgio Machado era do PSDB, antes de mudar para o PMDB. Ele relatou que parte dos recursos vieram da campanha de FHC, por intermédio de "Luiz Carlos Mendonça", mas no depoimento não especifica se era Luiz Carlos Mendonça de Barros, ex-ministro das Comunicações de FHC. Ainda de acordo com a publicação, Machado disse que Aécio recebia os valores "através de um amigo de Brasília, que o ajudava nessa logística", mas não informou o nome da pessoa. Ele também disse que "parte do dinheiro para a eleição de Aécio para a Presidência da Câmara veio de Furnas", comandada à época por Dimas Toledo. O senador Aécio nega o envolvimento com irregularidades, afirmou que jamais negociou recursos de Furnas e defendeu as investigações da Lava Jato. (BahiaNotícias)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Anuncio No Post

Anuncio Aqui!