Com alta no preço do feijão, crise afeta diretamente o prato dos brasileiros - APUAREMA 24HORAS

Anuncio No Post

Com alta no preço do feijão, crise afeta diretamente o prato dos brasileiros

Compartilhar

Passaram-se 40 anos do lançamento do samba na voz de Beth Carvalho. A moeda mudou do Cruzeiro, veio o Cruzado, o Cruzado Novo, voltou o Cruzeiro e, por fim, o Real. Mas continua difícil colocar feijão na mesa ainda mais por conta da crise, da inflação e do desemprego. Neste sábado, 4 de junho de 2016, o KG de feijão K´Grão chegou a ser comercializado por R$ 9,49, não para por ai, o KiCaldo se encontra sendo comercializado até por 12 reais o quilo, portanto cuidado ao por feijão no carrinho para não passar vexame no caixa.
O carioquinha, o preferido dos paulistanos, subiu 15% de janeiro até agora. Em um ano, cerca de 30%. A culpa é do clima, alegam os produtores. O produto só não subiu mais de preço porque as vendas caíram em média 20% na Bolsinha da rua Santa Rosa e nos supermercados.
O corretor do comércio atacadista de cereais, Omar Elian Filho, contou à repórter Renata Perobellio motivo do quilo do feijão carioquinha variar de R$ 5,40 a R$ 7,60 o quilo nos supermercados. “Na realidade, o que está segurando o preço não é tanto a queda nas vendas. O problema que segura o preço alto é a quebra de safra e a diminuição do plantio”, explicou.
O El Niño castigou a região Sul com chuvas e as lavouras do Nordeste, Minas Gerais e Goiás.
PTN NEWS

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Anuncio No Post

Anuncio Aqui!