APUAREMA: APLB SINDICATO EMITE NOTA DE ESCLARECIMENTO SOBRE GREVE DOS PROFESSORES - APUAREMA 24HORAS

Anuncio No Post

APUAREMA: APLB SINDICATO EMITE NOTA DE ESCLARECIMENTO SOBRE GREVE DOS PROFESSORES

Compartilhar


A APLB – NUCLEO DE APUAREMA, vem a publico esclarecer os motivos que ensejaram a categoria a decidir pela greve geral dos professores:
Mais uma vez a mesmaAdministração Municipal que manda ofício marcando reunião, desmarca sob justificativa de ter outra reunião para o mesmo dia e não encontra nenhum dia disponível nesta semana para reunir com os professores, pois, é a última semana de campanha política.
É notório o desrespeito pela educação aqui no município de Apuarema. O aumento do saláriodo professor aconteceu em janeiro,  tendo tal aumento sido concedidosomente após os professores entrarem em greve e fossem até a justiça, para ser feito um acordo de pagamento de 4%, que entrou no mês de Julho, recebido em Agosto, o restante 4,32% ficou para ser conversado também perante a Juíza e o promotor, mas, apenas compareceu representantes da gestão, mas  a secretária de educação nem a prefeitacompareceu, os que foram disseram não poder fazer proposta alguma.
Por diversas vezes tentamos conversar e todas as reuniões foram ignoradas e a categoria sempre tentando um diálogo com a gestora municipal e não aconteceu. Sem falar que o retroativo de todos esses meses também estão engavetados.
Próximo ano, por força da lei federal que garante o reajuste do piso nacional, teránovo aumento. Se não está pagando esse, o que podemos esperar para o próximo ano?
Cabe lembrar que esse recurso vem do Governo Federal, portanto o não pagamento caracteriza desvio de recurso e isso é injusto e ilegal.
A gestão alega final de reordenamento na tentativa de provar que não tem dinheiro, quando reordenamento não tem nada a ver com reajuste e os errospartem muitas vezes da folha  que é feita e paga  pela gestão municipal, folha esta que o acesso tem sido negado ao sindicato apesar de acordo expresso firmado nesse sentido.
Por esta razão, a categoria mais uma vez se mobiliza e resolve parar suas atividades por tempo indeterminado. Não queremos prejudicar nossos alunos e nos comprometemos com a reposiçãodas aulas, esta é a arma  que temos para lutar e esperamos que a gestão também veja o lado do professor, do aluno, da educação de qualidade e faça valer a lei do piso.
No ano passado, 2013, todas as atividades se deram normalmente, professor em sala de aula, aluno com aula, pois naquele momento a gestão estava fazendo o que era certo até dezembro, quando todos foram surpreendidos com o decreto nº 157/2013, que tirava direitos adquiridos pelo professor e até agora mesmo diante de tantos embates a gestão não dialoga com a categoria nem com os representantes do sindicato.
Está na hora desta gestão parar com os desmandos e compreender que lei é para ser cumprida e respeitada. Estamos reivindicando o cumprimento do piso salarial Nacional e o retroativo. Somos profissionais e queremos  respeito.

APLB-Sindicato dos Professores

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Anuncio No Post